Conheça o Filósofo Hegel

Olá amigos leitores, aqui estou com mais um artigo. Abraços…charrir

Conheça o Filósofo Georg Wilhelm Friedrich Hegel

Hegel (1770 – 1831), Filósofo alemão, era conhecedor da Filosofia clássica grega, do racionalismo cartesiano e do idealismo alemão.
Herdou dos baluartes filosóficos os seguintes:
Heráclito (544 – 480aC)
1 – A dialética do “eterno vir a ser”
Aristóteles (384 – 322aC)
1 – As noções do universal imanente e não
transcendente ao individual.
2 – As relações entre as razões e as experiências.
3 – Os movimentos das passagens da potência
para o ação.
Descartes (1596 – 1850)
1 – O Racionalismo Cartesiano
Kant (1725 – 1804)
1 – O criticismo da moderna filosofia alemã
Fichte (1762 – 1814)
1 – A consciência da dialética como processo de
afirmação
Schilling (1775 – 1854)
1 – A noção do idealismo objetivo
2 – Da identidade do sujeito e do objeto na
consciência do Absoluto
Para Hegel, qualquer afirmação, é uma negação
e a história mostra que, a consciência da liberdade, tem aspectos diferentes nos seus vários lugares.
1 – Oriente, um só ser humano era livre
2 – Grécia, alguns seres humanos eram livres
3 – Roma, poucas pessoas eram livres
4 – Mundo Cristão, todas as pessoas são livres
Para Hegel existem três formas fundamentais da arte;
1 – Simbólica (oriente), corresponde o projeto
procurando as formas
2 – Clássica (greco-romana), corresponde as
esculturas, é o encontro com a forma
adequada
3 – Romântica (cristã), corresponde a pintura e a
música, onde todos os tipos de formas
transbordam
Para Hegel, o Cristianismo é a religião única e absoluta, as outras são particulares, como o judaísmo, o budismo, o hinduismo, a ortodoxa, o politeísmo grego e outras orientais.
O Absoluto tem sua manifestação suprema na Filosofia, para ele, o objetivo da religião, é o mesmo da filosofia, encontrar Deus. Na religião procura dar forma a representação de Deus. Na Filosofia procura dar um conceito de Deus, numa síntese do infinito com o finito.
Para Hegel, o cristianismo representa a encarnação de Deus no ser humano. Deus cristão, corresponde o Pai. Jesus corresponde a filosofia da Natureza. Espírito Santo corresponde a filosofia da síntese do Deus em Jesus.
Após a morte de Hegel, 1831, houve uma ruptura de sua filosofia em duas facções:
1 – Direita Hegeliana
2 – Esquerda Hegeliana
Para a direita, o Absoluto precisa de um suporte transcendental consciente (espiritualidade).
Para a esquerda, o Absoluto deve ser uma idéia abstrata, que se completa por si mesma ao manifesta na Natureza (naturalismo)
A escola hegeliana deixou muitos adeptos.
Para os Hegelianos:
A idéia está acima da realidade.
A consciência está acima do ser.
Por volta de 1860, as duas facções, as quais representavam a filosofia Hegeliana, entraram em colapso na Alemanha, devido às intransigências do Hegelianos à metafísica e também quererem limitar os conhecimentos unicamente às ciências naturais, por acharem que as ciências naturais apresentam melhores perspectivas no positivismo.

Comentários:
Com esta conotação, a filosofia de Hegel torna Antropomorfísta, personalizando Deus no ser humano
Para mim Hegel, foi um dos Filósofos que mais viajou na contra mão da filosofia.

Salvador 22 de julho de 2006

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 330 vez(es).

Este post foi lido 330 vez(es).