Conheça Epikouros de Samos

Ola amigos leitores aqui estou com outro artigo. Abraços…charrir

Conheça Epikouros de Samos

Epikouros de Samos (341 – 270aC.) pesquisou as obras deixadas por Demócrito de Abdera (460 – 370aC.), que era o maior expoente atomista da Grécia.
Em 306aC. Epikouros fundou uma das mais famosas escola de Atenas, que durou até o ano 382 de nossa era
Foi um mestre eficaz de sabedoria com nobreza de sentimento, senso refinado para as coisas Divinas e para as culturas intelectuais superiores, dava exemplo de uma vida em fraternidade, que dominava toda a comodidade.
Sua Filosofia de vida foi considerada uma religião, cognominada “a arte de viver”.
Pregava que o Conhecimento das coisas Divinas, libertava o ser humano dos grandes temores da vida, da morte e do além túmulo. Dizia que os deuses e as almas eram compostos de átomos sutis, invisíveis.
Neste Mundo, o ser humano sem a orientação Divina, sua Alma deixaria de ser imortal, o que levaria então, a se adaptar a vida vegetativa, sem se desenvolver.

É necessário dominar os prazeres, tanto os sensíveis como os espirituais, e não se deixarem ser dominados por eles.
Ter a consciência de usufruí-los e não sentir a necessidade de usufruí-los, exaltava que o prazer espiritual era abrangente, envolvia o passado, o presente e o futuro, ao passo que o prazer sensível, só envolvia o presente.
Os Deuses eram desinteressados pêlos seres humanos comuns, que criaram esses deuses, pela resolver as necessidades das pessoas oprimidas, as quais buscam nesses Deuses, as libertações dessas opressões.
Esses Deuses eram necessários, para evitar a imposição de um só Deus para todos, seguindo uma linha democrática, evitando conflitos, entre as classes de pouca cultura.
Epikouros acrescentava que as pessoas iam se decepcionando com cada Deus, trocando-O por outro, e assim sucessivamente até encontrar o Verdadeiro Deus, uns demoravam mais tempo, outros menos, mas, no final, todos sem exceção, acabavam no verdadeiro DeusYHWH.
Para Epikouros, a vida é um espetáculo, é melhor ser espectador do que ser personagem, melhor é conhecer do que agir, mas o prazer espiritual, não consiste só na contemplação, mas também na ação, de uma vida culta, refinada de moral elevada.
A Igreja reconhecendo sua intelectualidade, procurou denegrir sua imagem, considerando seus ensinamentos, como de um ateu materialista, propulsor da devassidão e da sensualidade.
Embora fosse considerado (pela igreja) um Ateísta prático que usava um materialismo teórico, seus ensinamentos pregavam uma alta religião desinteressada, mostrando um amor puro por um Deus verdadeiro.

Salvador 23 de julho de 2006
Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Editado por – Charrir em 23 Julho 2006 00:05:45

Este post foi lido 323 vez(es).

Este post foi lido 323 vez(es).