Você Sabia quê?

Olá amigos mais uma mensagem para os meus leitores

Você Sabia que?

01 – Religião veio de Religio, do grego qrhskeiav, que significa
“amor voluntário à Deus”. Não tem nada a ver com Religare.
02 – O Dilúvio narrado na Bíblia, ocorreu no ano 2290aC
03 – Os sumerianos surgiram por volta do ano 2375aC, passaram
pelo Dilúvio e permaneceram até o ano de 2230aC.
04 – Cristo é uma palavra grega que significa “o ungido”.
Já passaram pela Terra sete Ungidos;
1 – Críxena (4850aC), 2 – Khrisna (3500aC)
3 – Gilgamesh (1980aC) 4 – Zoroastro (1750aC)
5 – Jesus (5aC) 6 – Maomé (570dC)
7 – Joseph Smith (1805dC)
05 – A primeira capital mundial Cristã, foi a cidade grega
Constantinopla e não Roma.
06 – A família das línguas semíticas, eram caracterizada pelo uso
exclusivo de consoantes, até o ano 960.
07 – A palavra Hebraico vem de “Hebrom”, região de Canaã, que
era habitada pelo patriarca Abraão e seus descendentes,
vindo da terra de Ur.
08 – A seleção dos 42 nomes (entre os 232 existentes) que
foram considerados “inspirados”, como autores dos
Livros sagrados da Bíblia, foi definida no Concílio Rabínico
de Jâmnia no ano 90
09 – Que os livros que compõe a Bíblia levaram 1050 anos (de
910aC a 140dC.), para serem concluídos.
10 – Os 42 livros que compõem o Antigo Testamento só foram
compilados em Latim, no ano 232dC, como uma coletânea,
denominada ITALA (Vetus Latin), uma espécie de Bíblia
romanizada.
Essa coletânea foi aceita pelo cânon Judaico, por uma fração
dos Protestantes, por alguns Católicos Ortodoxos, Igreja
Católica Russa e uma minoria da Igreja Católica tradicional.
11 – Os textos do Novo e do Velho Testamento, foram traduções,
do Grego (Septuaginta), para o Latim (Vulgata, a Bíblia atual),
feitos por São Jerônimo em 386, na Palestina.
12 – O nome “Bíblia” vem do grego “Biblos”, nome da casca de
um papiro do século XI a.C..
13 – A palavra “Bíblia” para designar os livros que compunha as
Escrituras Sagradas, foi estabelecida, pela primeira vez, no
concílio Rabinico de Jâmnia, no ano 90.
14 – Quando foi escrita, A Vulgata em 386, não existiam
vogais e foi reproduzida em diversos materiais, de acordo
com a época e cultura das regiões, utilizando peles de
animais, papiro recém inventado, pranchas de barro,
cacos de pedra, pedaços de barro queimado, folha de
palma, osso, etc.
15 – A igreja Hebraica (atual cristã), recebeu o nome de Católica
no Concilio de Constantinopla I, em 381, por imposição do
imperador Romano Teodósio I, o Grande (346 – 395), que era
católico fanático, que em 380, num édito, “Cunctos Populos”,
decretou obrigatoriedade do catolicismo em todo seu império,
passando a perseguir os hereges (fiéis de outras religiões)
e os pagãos da época.
16 – Até o ano 960, no fim do período gaônico (609 a 1034), não
existia vogais, as palavras eram escritas só com consoantes.
A pronûncia era de difícil fonética, o que levou o massoreta
dos Tibiríades, Aarão ben Mosché ben Ascher (919 – 1001), a
criar um sistema de vogais, para interpolar às consoantes,
tornando mais fácil a fonética e a compreensão das palavras.
17 – Até 252, A maior autoridade religiosa cristã, era o Bispo de
Alexandria, era o mais alto grau da hierarquia eclesiástica.
18 – De 252 a 440 foram anos de rivalidades entre os cinco
Patriarcas (Bispos); de Antioquia, de Jerusalém, de Roma,
De Constantinopla e de Alexandria.
19 – Até o ano 440, não havia “Papa”, as igrejas viram-se
dominadas por cinco “patriarcas”, que eram os Bispos.
20 – No ano 440 o Bispo de Roma o então Leão I, o Magno,
definiu em sua carta Tomo a Flaviano (Patriarca de
Constantinopla), que o título de “Papa”, seria exclusivo dos
Bispos de Roma, tornando ele, Leão I o primeiro Papa cujo
papado durou de 440 a 461. Título que só foi oficializado em
toda comunidade cristã, em 1073.
21 – Até o ano 705, os monges mais cultos, chamados copistas,
reproduziram os textos sagrados, tanto do Velho como do Novo
Testamento à mão, interpolando alguns trechos, segundo às
conveniências da doutrina e os costumes do povo da época.
Alterando, não só o Novo, mas, também o Velho Testamento.
22 – Partes do Gênesis teriam sido criadas por teólogos, entre
eles Santo Agostinho (354 – 430).
23 – Não existe no Velho Testamento Judaico, o conceito de
pecado original, como está na nossa Bíblia, na história
pecaminosa no princípio da humanidade.
Foi adulterado por motivos dogmáticos.
24 – Do século II ao século XV, todos os escritos religiosos
existentes, estavam nos conventos.
25 – A divisão em capítulos, na Bíblia, foi introduzida em 1227, pelo
professor universitário, Stephen Langton (1169 – 1228), que
fora eleito Arcebispo de Canterbury, em 1205.
26 – A divisão em versículos foi introduzida em 1551, pelo
impressor parisiense Robert Stephanus.
Os Objetivos dessas divisões, eram facilitar a consulta e as
citações Bíblicas, de um fiel para outro e teve muita
repercussão entre os religiosos Cristãos, que aceitaram sem
relutância, inclusive os judeus.
27 – Em 1461, Johann Gutenberg (1400 – 1468), inaugurou seu prelo
manual, recém inventado. A primeira obra impressa, foram os
escritos do Bispo Mazarin, os quais receberam a denominação de
“Bíblia Mazarina”. A publicação despertou interesse em toda
comodidade católica da época.
28 – A primeira Bíblia em nossa língua, foi impressa em 1748.
29 – A primeira tradução da Bíblia, para o português, foi feita em
1719, por João Ferreira de Almeida (1628 – 1720).
Com o prestígio do Marquês de Pombal, junto ao às
autoridades religiosas, conseguiu autorização para
Antônio Pereira de Figueiredo (1725 – 1797), fazer novas
Traduções Bíblicas:
A tradução do Novo Testamento foi feita em 1779 a 1781 e
A tradução do Velho Testamento foi feita em 1782 a 1790.
Ambos, a partir da Vulgata em Latim, que foi escrita por
São Jerônimo no ano 383 a 386 a pedido do Papa Dâmaso I
(papado 366 a 384), quando foram introduzidos os quatro
evangélicos do Novo Testamento.
30 – Até o ano 386, as missas em Roma eram celebradas em
grego, após a publicação da Vulgata, passaram a ser em Latim,
31 – Em 661 o Papa Vitaliano (papado 657 a 672), oficializou a
celebração das Missas em Latim, uma língua morta, pouco
conhecida que não era compreendida pelo povo.

Salvador – março – 2006
Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 304 vez(es).

Este post foi lido 304 vez(es).