Reflexões Sobre o Aborto

                                     Capítulo II

                     Reflexões Sobre o Aborto

O Ciclo da vida Cósmica

1a – A Divindade (YHWH), fragmenta em Seres

holotípicos (Mônadas) com Energia Genética (Fohah)

1b – O ser humano se fragmenta em óvulo fecundado

com Energia Genética (Genoma)

2aO Ser Holotípico, gera a Energia Vital, no feto,

entre o 6º. e o 7º. mês de gestação, (Transmutação

       da Energia Genética), para assimilar o O2.

2b – O Óvulo fecundado, gera a Medula óssea, no feto

entre o 6º. e o 7º. mês de gestação, formando o

pulmão, para assimilar o O2.

3a – O Ser Holotípico, gera o Elemento Vivo, a Tríade: 

Ser o fragmento Divino

Alma decodificadora das mitoses do DNA

Eu instrumento de aprendizagem

3b – A Medula óssea gera o Sangue, o Trio

Hemácia (glóbulos vermelhos),

Leucócitos (glóbulos brancos)

Plasma. Líquido Viscoso

4a – A Alma leva sabedoria (frutos) e se impregna de

           ignorância (cascas) no sistema Universal

4b – O Sangue leva os nutrientes (frutos) e se impregna

de toxinas (cascas) no metabolismo do sistema do

elemento vivo

5aA Alma, após o desenlace (morte), torna foco de

consciência, ao assumir as responsabilidades

geradas pelas ações do Eu (cascas). Segue para o

Plano Transcendental (Kundalini), onde será

processado este foco de consciência, para encontrar

o equilíbrio ponderado entre segmentos emocionais

        e mentais para conceber um novo Eu

5b – O Sangue, após a circulação, torna sangue venoso,

ao reter as toxinas (cascas), geradas pelo

metabolismo. Segue para os Rins, onde será

        processado este sangue venoso, para encontrar o

equilíbrio ponderado entre os nutrientes e toxinas

        (cascas) para conceber um novo O2.

6a – A Alma ponderada, segue para um plano mais

elevado, (e assim sucessivamente, até que o Eu,

        aprimorando o mRNA, ganhando sabedoria, descarte

        os segmentos emocionais, se libertando das coisas

        materiais, assimilando os segmentos mentais, para

        alcançar) o Nirvana onde ocorre a sublimação (não

        havendo mais desenlace), o Eu e a Alma se unem.

6bO Sangue ponderado, segue para os Pulmões, onde

ocorre a perfusão, (manter o equilíbrio homeostático

        do CO2 e O2  para o sangue descartar o CO2, na

        expiração.e receber o O2 na inspiração). o sangue e

        o O2 se unem.

7a – A Alma com o Eu, seguem para o Plano Cósmico,

se integrando ao Ser, na transmutação, tornando

Espírito, para retornar a origem, DeusYHWH,

para um novo ciclo da vida Cósmica do Universo

7b – O Sangue com o O2 (na inspiração), segue para o

ventrículo esquerdo, se integrando ao metabolismo,

na transformação de sua Energia Estática em

Energia Entálpica (pressão), tornando perfeito, para

retornar a origem no metabolismo Vivo, para um

         novo ciclo da vida  animal do Universo.

 

Recordando Energia Genética (Fohah).
  Que é uma Energia dependente em potencial, presente

em todos Seres Vivos, Inertes (fazem parte do Todo)

sementes óvulo, espermatozoide, inclusive o óvulo

fecundado até o intervalo do 6o. e o 7o. mês de gestação

A manifestação dessa Energia requer um “habitat” próprio
estático, pois esta Energia está em potencial e depende
de um ambiente fértil, sem o qual, morrerá.

  Energia Vital (Prana).
Que é a  Energia da vida, independente, manifestando

como Princípio Vital nos Seres vivos. A manifestação
dessa Energia requer liberdade, independência e

dinamismo em busca do “habitat”, compatível com as

características da vida.  Os animais marinhos vivem na água, as aves no espaço, os outros na superfície Terrestre.

 

O ciclo energético da vida

A vida, que é uma energia, só existe em função de outras vidas (energias), de escalas inferiores.

A função de uma vida (energia), é alimentar outra vida (energia), em estágio mais avançado.

Os elétrons e o prótons, possuem energias físicas, que alimentam as energias físicas dos átomos.

Os átomos possuem energias físicas, que alimentam as energias físicas das moléculas.

As moléculas possuem energias físicas, que alimentam as energias físicas dos elementos inanimados e também alimentam as energias Genéticas (Fohah) dos órgãos animados. As moléculas com suas energias, podem alimentar as energias do mundo inanimado ou do mundo animado, dependendo das reações químicas e do ambiente, daí a vida ser espontânea, nasce de reações químicas, obedecendo Leis rígidas e Naturais.

Os órgãos inanimados são estáticos e vão permanecer estáticos para sempre.

Os órgãos animados possuem energias Genéticas (Fohah), que entram em processos de transmutação em Energias Vitais (Prana) dos seres vivos.

Os seres vivos possuem Energias Vitais (Prana), e estão em processo de transmutação para Energias (Kundalini)  Transcendentais, no Campo da Energia Transmutante.

O ser humano, após o desenlace ou desenvolvendo o auto conhecimento, entra no processo de transmutação da Energia Transcendental (Kundalini) em Energia Cósmica, se integrando ao Ser, tornando Espírito para retornar à Divindade, DeusYHWH.

DeusYHWH, é Núcleo Entálpico do Genoma de Tudo, um Campo Cósmico Energético Unificado, com dimensão, que tudo gera, tudo envolve e tudo explica, em movimento helicoidal, auto gerando Seres Holotípicos, com infinitos atributos peculiares, com representatividade Divina para que possamos compreender a onipresença de DeusYHWH em todos elementos vivos, no caso humano, o Ser Holotípico, não irá interferir nas nossas ações, mas irá interagir nos ajustes dos propósitos das  Leis Dele, (que são Claros, infalíveis e sem privilégios), nos efeitos provocados por nossas ações, codificando as mitoses do DNA, conforme as respectivas ações, para manter o equilíbrio ponderado dos fenômenos, envolvendo expansão e contração de todos os segmentos que dão estrutura do Universo, formando a Unicidade.

 

Sobre o Aborto

Compreendendo o que foi escrito aqui, poderá formar uma opinião própria, sobre o aborto, independente de religião.

1 – O feto só torna ser humano após a entrada do Ser

Holotípico, entre o . e . Mês de gestação. Até o .

mês de gestação, o feto só possui energia Genética

(Fohah), o que torna o feto 100% dependente da mãe.

Após este intervalo, o feto recebe o Ser Holotípico,

      transmutando sua energia Genética (Fohah) em

Energia Vital (Prana), quando o feto, já tem pulmão,

o torna o feto, realmente humano.

 

Exemplos:

  1. a) Uma mulher grávida de 4 meses de gestação, é

atropelada e morre. Não há, em hipótese alguma, a

possibilidade de vida desse feto (porque só possui

energia Genética).

  1. b) Uma mulher grávida de 7 meses de gestação, é

atropelada e morre. Qualquer clínica, mesmo com

poucos recursos, restaura o feto e lhe dá vida, pois

já possui pulmão capaz de respirar (Energia Vital).

Está na hora de acabar da hipocrisia de proibir o aborto, pois todos nós sabemos que são feitos mais de 16 mil abortos por ano no Brasil, com riscos de serem feitos por pessoas sem escrúpulos, nas classes menos favorecidas.

 

Vejam os absurdos que as Igrejas dizem:

  • Desde a fecundação já existe vida.

Ignoram que vida é Energia Vital (Prana), que não pode ser dependente de nada. O óvulo fecundado depende do útero materno para desenvolver sua energia Genética (Fohah) e transmutar esta Energia em Energia Vital.

2 – A vida pertence a Deus, só Ele pode tirar a vida.

Ignoram que vida humana, só é caracterizada com

             a presença do Ser Holotípico, um fragmento de

             DeusYHWH, no feto, trazendo a Energia Vital, a

Independência, do ser humano, e só pode existir,

após o . mês de gestação.

     3 – Abortar é Pecado.

Qual é o pecado maior;

1 – abortar ou

2 – parir um criança  indesejável, produto de um

relacionamento conturbado, que aliado à miséria,

à falta de estrutura e recursos para educá-lo,

condena-o à marginalização da sociedade, e ao

abandono, obrigando-o a buscar seu sustento,

nas sinaleiras, como o primeiro passo no caminho

das drogas e seguir para a delinqüência, tornando

um bandido, um seqüestrador ou um estuprador.

     4 – É justo uma mulher carregar no ventre um feto de

um Irresponsável, ex namorado violento, com

passagem pela polícia, mal caráter e ter que passar

vergonha pelo escândalo de estar grávida de um

filho indesejável, e após parto, encarar este filho, o

resto da vida, trazendo o desconforto, ao ver no

filho, a lembrança da representatividade do mau

caráter do ex namorado?.

 

Finalizando com Meus “considerando que”s:

1 — Enquanto o feto depender do corpo da gestante, faz

parte do conjunto de órgão do corpo da mulher.

2 – Só tem status humano a partir do momento que o feto

recebe o Ser Holotípico, e possa viver independente

do corpo da gestante, sem o cordão umbilical,

condição esta, só após o 6º. mês de gestação

3 – É preferível abortar do que jogar o recém nascido na

lata do lixo, nos riachos, nos esgotos ou desprezá-lo

4 – Os pulmões do feto não funcionam, o sangue escoa

da veia cava para a cavidade esquerda do coração

sem passar pelos pulmões, logo, não aspiram o ar

Vital, que caracteriza a assimilação da Energia Vital.

5 – É preferível abortar, do que despejar no mundo,

crianças que estarão condenadas ao abandono, ao

descaso, à miséria, tendo que viver pedindo esmolas

nas ruas, além de não ter nenhuma condição de ser

educada, campo fértil, para se tornarem delinqüentes,

traficantes de drogas, bandidos ou seqüestradores.

6 – A sociedade hipócrita, falsamente moralista, condena

o aborto e por paradoxo, quer condenar o delinqüente,

que esta mesma sociedade, ajudou a formar, quando

proibiu a prática do aborto.

7 – O aborto é um mal tão pequeno, se comparado, com

o gravíssimo mal, de colocar no mundo uma criança

indefesa, impotente sem ter as mínimas condições de

educá-lo e de criá-lo com dignidade.

8 – É necessário que a humanidade, tome consciência da

realidade e acabe com esta abominável chantagem

religiosa, contra as indefesas mulheres.

9 – É necessário acabar com as hipocrisias desses falsos

religiosos, que por motivos sórdidos, desprezam e

vilipendiam as indefesas mulheres, com ameaças de

maldição, imposta pelas suas respectivas Igrejas.

10 – Deixemos a hipocrisia de lado, vamos ser realistas e

mostrar que a humanidade está sendo conduzida, na

contra mão, pelas Religiões, atravancando a ciência e

a evolução da espécie, com argumentos e chantagens,

baseados no medo da maldição ameaçadora da Igreja

11 – A gestação de uma criança indesejável, gera na

gestante, energias de rejeições que são absorvidas

pelo feto, gerando nele, uma revolta reprimida que irá

acumulando, até o nascimento, deixando a seqüela de

excluído, que fatalmente, transformará em caráter de

vingança na adolescência, gerando as probabilidades

de se tornar um delinqüente irrecuperável.

12 – O comportamento humano estruturado, em falsas

interpretações religiosas, em moralismo hipócrita, em

pudor exagerado, visando estar de bem com a

religião, com todos e contigo, não tem nenhuma

virtude, diante de DeusYHWH. Só terá virtudes, o

comportamento humano estruturado em bases com

lógica, com ações, envolvendo todas as análises que

possam trazer, à longo prazo, os efeitos dos impactos

morais, que venham contribuir para à harmonia e à

fraternidade Universal.

13 – A humanidade terá que despertar deste torpor, deste

sono letárgico, deixando de ser refém  das Religiões,

se libertando para sair desta hibernação, que esta

mesma humanidade, se encontra há n-centos anos.

14 – Os Abortos realizados em condições precárias nos

Países em desenvolvimento, matam 68 mil mulheres

por ano, conforme  pesquisa de cientistas do Instituto

Guttmacher, de Nova York.

15 – A pesquisa, financiada pela Fundação Hewlett, que é

favorável ao aborto, diz: que a cada ano, no mundo,

cerca de 19 milhões de abortos são realizados em

condições inadequadas entre práticas clandestinas e

legalizadas e cerca de 14 milhões, recorrem aos

hospitais, com complicações após a prática do aborto.

16 – No Brasil, são praticados cerca de 16.000 abortos por

 ano, destes, 12.000 casos recorrem aos hospitais, por

lesões de abortos praticados sem condições técnicas.

17 – Segundo os pesquisadores da OMS, de cada mil

mulheres em idade fértil (entre 15 e 48 anos), cerca

de 50, disseram ter praticado o aborto em condições

clandestinas. Este número elevado é decorrente da

falta de uma política básica do controle da natalidade

e planejamento familiar.

18 – Na realidade, a Igreja, os falsos moralistas, os

religiosos fanáticos, não deveriam ser hipócritas, ao

usar a abominável chantagem da maldição

        religiosa, contra as indefesas mulheres, que na

maioria das vezes, são pobres, sem cultura e sem

referenciais, deveriam sim, ter a coragem de

assumir explicitamente que: são sim, a favor da vida,

mas…  da vida com dignidade e qualidade, sem

medo das falácias dos donos da verdade, que

atropelam o bom senso e se mobilizarem moralmente

com estes objetivos.

Salvador 11 de outubro de 12018

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 275 vez(es).

Este post foi lido 275 vez(es).