Porque Somos Todos Diferentes

Olá amigos, eis mais um artigo para comentários. Abraços…charrir

Porque Somos Todos Diferentes

Os estágios de uma personalidade, descrevendo as instâncias do seu Eu, ora com sucessos ora com fracassos, suas alternativas, de caráter moral e ético, mostram que somos mutantes.

Biologicamente devemos compreender que:
O uso do controle de condensação de energia numa determinada área do cérebro, nos componente dos neurônios, é que distingue quem usa mais a mente do que outro. Os disparos iônicos (elétricos), em determinada área, condensam energia nos neurônios dessa área, estimulando o cérebro, com energia de insatisfatoriedade, buscando novos objetivos, os quais são sempre, desconhecidos, é aí que aparece a inteligência.
Como todos os neurônios, formam uma malha energética única, a condensação de energia numa determinada área, facilita os neurotransmissores (hipotálamo), a aumentar o nível de energia iônica em toda a malha neurônica do cérebro, criando no ser humano, a possibilidade de se tornar um sábio.

Como isso funciona?
Vamos relembrar…
No meu artigo Considerações sobre o DNA, escrevi sobre os 23 pares de cromossomos.
O mRNA (Mensageiro), transporta as informações do código genético nas formas de diferentes códons, que irão constituir os diferentes tipos de aminoácidos.
As Bases (nitrogênio, pentose, fosfato) formam os Nucleotídeos.
Cada três nucleotídeos…formam… um Códon diferente.
Um códon…constitui…um Aminoácido.
Os aminoácidos…formam…uma Proteína.
Os diferentes códons são responsáveis pelo tipo, o número e as seqüências dos aminoácidos na constituição das proteínas.
Como Existem 4 bases Adenina, Citosina, Timina, Guanina (A, C, T e G), que numa análise matemática, Arranjo com repetição Ar(m,p), onde m=4 e p=3, temos 4 a 3ª.(4 x 4 x 4) = 64 diferentes combinações de grupos com 3 bases cada, formando os 64 diferentes códons, mas limitados em 20 tipos de aminoácidos.

Com o uso dos dados vamos prosseguir…
Sabemos que os cromossomos, contém o DNA que é transcrito em mRNAs, que são traduzidos em proteínas que constituem a estrutura da vida. Nestas transcrições nos seres vivos, aparecem os novos tipos de estruturas com novas seqüências dos aminoácidos, formando as diversidades das proteínas, que irão determinar os perfis e os comportamentos dos indivíduos… daí!…
Ninguém ensina nada a ninguém
Ninguém convence ninguém a nada
Ninguém converte ninguém a nenhuma religião
Ninguém conscientiza ninguém sobre nada
Porque ninguém é dono da verdade.

Por outro lado
Todos nós somos eternos aprendizes, para isso precisamos utilizar o nosso Instinto de Observação para configurar os diferentes códons, que o mRNA irá utilizar na seqüência dos aminoácidos das novas estruturas de proteínas.
Essa codificação contido no DNA, está presente nos 22 pares de cromossomos, que ira modificar os comportamentos dos indivíduos, isto porque, um par não pode ter sua configuração modificada por ser determinante na sexualidade
Para isso devemos estar atentos naquilo que queremos conhecer (pessoa, coisa, objeto, e o que estivermos vendo, ouvindo ou lendo), para que possamos refletir e discernir o que é certo e o que é errado, e assim, aprendermos por nós mesmos, usando o Instinto de Observação, para configurar os diferentes códons, que irão determinar as seqüências dos aminoácidos, que irão formar as novas proteínas.
Esta é a única maneira, de criarmos nosso fórum íntimo e encontrarmos as respostas corretas, das coisas que nos parecem enigmas ou mistérios neste Universo.
A descoberta desta sistemática, deve ser individual, é o auto conhecimento, o qual, não pode ser transmitido, nem ensinado a ninguém, por se tratar de uma aprendizagem individual, e também, não haver duas aprendizagens iguais.

Como funciona a aprendizagem?
Ao nível Cósmico, nós somos energias e cada um de nós, é um tanque (Link) oscilante.
O que é um tanque oscilante?
É um sistema que emite e recebe ondas energéticas, assim estaremos sempre irradiando energias em freqüências individuais padronizadas e recebendo energias em freqüências variadas. Devemos ser mutantes, ou seja, sermos tanques com oscilações variáveis, isto nos permite (sintonizar) configurar os diferentes códons contidos no mRNA, antes de formar as seqüências dos aminoácidos nas proteínas, para assegurarmos um estado psíquico, que nos permitam a aprendizagem.
Assim como nós, tudo aquilo que queremos conhecer (os elementos citados anteriormente), também são energias (tanques oscilantes) e estão sempre irradiando energias, em que cada elemento, tem uma freqüência padrão. Não há freqüências padrões iguais nas pessoas.
O sistema (Ser, Alma, Eu) está em equilíbrio, procurando;
1 – Ajustar os diferentes códons, para que o mRNA forme as
seqüências dos aminoácidos.
2 – Com as energias recebidas das influências externas,
3 – Pára manter o estado psíquico, em equilíbrio.

A linguagem, que o códon dos nossos neurônios entende, para fazer suas configurações, é composta de 4 discernimentos certo, falso, dúvida e ignorar, (utilizados nos gradientes de assimilação, no “dia-a-dia” de cada um, em todos os segmentos da vida, quer nas ações, quer vendo, ouvindo ou lendo).
Com estes discernimentos teremos 64 diferentes códons, correspondendo aos 20 tipos de aminoácidos, que irão constituir as proteínas (conforme as seqüências destes aminoácidos).
Ao introduzir uma nova energia no sistema pessoa (Ser, Alma, Eu), sejam, nova religião, nova teoria, nova filosofia, novo conhecimento e outros, o sistema pessoa é ameaçado de entrar em desequilíbrio.
Por comodismo, ninguém quer entrar em desequilíbrio interno,
daí!… Ninguém converte e nem convence alguém de nada.

Devemos estar atentos para questionarmos tudo, sem medo, e discernirmos, por nós mesmos, um dos 4 discernimentos citados, para cada nova energia (citadas). Uma vez transcritos pelo DNA nos mRNAs, as novas seqüências dos aminoácidos configurando as proteínas, passaremos a nos estruturar naquelas verdades e comportarmos como se os nossos discernimentos fossem verdadeiros…justificando…

…Porque somos todos diferentes…

A maioria dos seres humanos, por comodismo, prefere oscilar só na freqüência padrão, não aprendendo nada, só imitando, isto é, não tomando conhecimento dos diferentes tipos de códons, que estão formando as proteínas.
O ser humano para aprender as coisas, deverá antes configurar os diferentes códons do mRNA, transcrito pelo DNA, para obter uma seqüência desejada dos aminoácidos nas proteínas.
Com as novas moléculas de DNA (lembrando que só os códons são alterados), novos horizontes vão surgindo, alcançaremos o autoconhecimento, nossos conceitos e nossa visão das coisas mudarão e iremos melhorar as nossas qualidades de vida.
…Fora disso… não há aprendizagem e nem conhecimento…

Para aprendermos algo, teremos que configurar os diferentes códons contidos no mRNA, se assim não for, os desejos, a ambição, os vícios, os intermediários (líderes religiosos, políticos e sindicalistas), a corrupção, o dinheiro, a violência, irão configurar os respectivos códons que irão formar as seqüências dos aminoácidos, na proteínas transcritas pelo DNA no mRNA, na mitose, da nova molécula do DNA…
Não precisa ser sábio para prever o genoma dos dependentes.

Devemos sempre conhecer os códons iniciais, pois quaisquer distúrbios, deveremos saber retornar aos códons originais e à seqüência original e recomeçarmos tudo de novo, para não nos perdermos. Nunca queira corrigir uma seqüência a partir de uma seqüência errada, porque só trará complicações, sempre deveremos voltar ao original para fazermos as correções.

O controle das alterações desses códons, apresenta seu maior papel, no comportamento do ser humano, nos momentos de reflexões, ao relacionar com a Divindade.
Para conhecer YHWH, nossa Divindade, é necessário que a pessoa tenha um domínio das glândulas endócrinas, o que lhe permitirá configurar conscientemente os diferentes códons, para que o mRNA, selecione uma seqüência, dentro das possíveis seqüências dos aminoácidos, para formar a nova proteína a ser transcrita pelo DNA, e assim, a nova molécula DNA, se identificará com seu estado psíquico, dando-lhe uma estrutura sólida, sem interferências de intermediários, sem influências de terceiro, sem medo de pensar, dentro da lógica, da ética e da moral, por ser uma seqüência virgem, que só a pessoa pode selecionar.

A virtude pela qual se conhece a realidade e se exerce controle sobre o ambiente, usando o Instinto de Observação, é o fator principal para a auto-estima.
Quando um ser humano acredita que sua mente, pode ser um potencial para imitar os outros, está renunciando seu Instinto de Observação e o senso de questionar e criticar, aí não poderá discernir o que é certo nem o que é errado, sentirá necessidade de obedecer passivamente e nunca poderá perceber que:

1 – Os diferentes códons contidos no mRNA, que irão formar a
seqüência dos aminoácidos correta, na formação da nova
proteína, é um caminho virgem só e somente a pessoa pode
encontrar.

2 – A seqüência correta, é encontrada por si próprio, é o que
vai estruturar o Nível Psíquico de cada um, geralmente não
coincide com o que os intermediários vem transmitindo,
através de fórmula de bolo, repetitivamente ao longo desses
“n-centos” anos.

3 – A descoberta desta seqüência, que deve ser sua….é a auto
realização humana, que não pode ser transmitido a ninguém.
Ë uma das rotas que nos identificam com DeusYHWH.

4 – A medida que o ser humano se desenvolve o domínio das
configurações dos diferentes códons contidos no mRNA, vai
alcançando novos estágios e passa ter consciência, que vai
perder a liberdade de fazer as coisas que em estágios
anteriores pareciam lícitas.

5 – A cada estágio sucessivo de controle das configurações, o
ser humano aproxima da seqüência correta e aperfeiçoa
sua natureza de amor e sua intimidade com DeusYHWH.

O condicionamento leva o ser humano a resistir qualquer mudança, por vergonha de ser mutante e de perder o domínio daquilo que lhe é familiar. Mudança, implica em refletir entre relatividade e absolutismo do Eu…ser o sou ou ser o que estou.
É assim. No entanto, a humanidade está sempre preferindo imitar os outros ao invés de refletir com Instinto de Observação.

Sabendo que sempre fomos e que sempre seremos, uma parte do Todo, uma parte irrequieta, cheia de desejos, de criatividade, procurando criar, construir, amar, crescer e involuntariamente desejando voltar, com esses atributos, ao Todo, de onde viemos.

Nós, nossas alegrias, nossas tristezas, nossas emoções, nossas ambições, nossos desejos, nossas vontades e nosso falso Livre Arbítrio, tudo isso, na realidade, não passa de uma resultante das alterações dos diferentes códons, com as quais, o mRNA, está formando as diferentes seqüências dos aminoácidos nas proteínas; transcritas pelas células DNAs e nas células das glândulas endócrinas, gerando um somatório de hormônios, desencadeando uma série de manifestações dos comportamentos de um aglomerado de bilhões de células nervosas e as moléculas a elas associadas, obedecendo as alterações das seqüências dos aminoácidos transcritas.
Este processo procura encontrar o equilíbrio, dessa resultante, com as energias recebidas das influências externas, para ajustar corretamente a seqüência dos diferentes aminoácidos na constituição das proteínas.

Nas pessoas radicais ou fanáticos, a resultante, é o resultado das configurações rígidas dos diferentes códons contidos no mRNA, selecionadas por medo, por ignorância, ou por tradições, induzida por intermediários, entre as várias configurações, para formar uma seqüência dos aminoácidos, padronizada para a transcrição, na mitose, da nova molécula DNA na área cerebral, infelizmente, tornando o ser humano um alienado.
Não adianta alguém querer modificar o radical (ou fanático), se ele for modificado, será por hipocrisia, para levar vantagem.

É isso aí, meus leitores…
Procurem refletir sobre o texto e tirar suas próprias conclusões.
Não sou dono da verdade e nem procuro convencer ninguém que estou certo. Cada cabeça é um Mundo com sua resultante em equilíbrio. Qualquer opinião (nova religião, nova filosofia, nova teoria, inclusive o que escrevo), é uma forma de energia, que tentará desequilibrar essa resultante.
Seja coerente com você mesmo, usando a lógica nos seus discernimentos.

Salvador 25 de janeiro de 2007

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Editado por – Charrir em 21 Maio 2007 23:45:45

Este post foi lido 339 vez(es).

Este post foi lido 339 vez(es).