Perfil do Ser Humano Comum

Perfil do Ser Humano comum.

Infelizmente a maioria da humanidade, está num estágio de anomia (falta de Identidade). A falta de identidade, conduz o ser humano a querer levar vantagem em tudo. Os sistemas políticos, comunista, socialista, petista e sindicalistas e também os religiosos, conhecendo este estágio de anomia da humanidade, alvoroçaram-se em oferecer as vantagens, reivindicadas por esta maioria, com retóricas de aliciamento, garantindo direitos para esta maioria, sem nenhum vínculo de deveres atrelados a estes direitos. Estes procedimentos geraram a filosofia da miséria, com o aparecimento dos “pelegos” (sabidos aproveitadores), na política e no sindicalismo, e os intermediários (donos da verdade) nas religiões. Isto é bem esclarecido numa escala delineada, assim definida.
1 – O ser humano torna-se ativista (político ou religioso) convicto.
2 – Encouraça numa armadura de dono da verdade, para ser líder.
3 – Cria imagens de ídolos (líderes) com poderes absolutos.
4 – Impõe aos liderados, a crença destes poderes, para serem protegidos.
5 – Apresenta-se como um deste ídolos, como salvador desta maioria
6 – Faz promessas para ser conduzido à política ou representante (religioso).
7 – Após a conquista, deixa de ser ativista, liberta-se da couraça, iguala-se aos
ídolos, assume ser o dono da verdade, locupleta-se financeiramente e
despreza a maioria que o conduziu à este estágio de poder. Assim, esta
maioria da humanidade, fica perambulando no deserto à noite,
procurando um oásis (todos os diretos enumerados pelos intermediários),
que não existe, ignorando que está no caminho da MISÉRIA.
Estes sistemas, nunca se preocupam em conscientizar esta maioria, dando-lhe cultura e profissionalismo, pois têm a consciência que a cultura, atropela as intensões de domínio das massas, daí preferem dar circo (diversões) e pães (bolsa família), isto é comprovado ao vermos Estádios completos de torcedores, templos repletos de fiéis, festas com cantores famosos (graças a Lei Ruanet), com multidões aplaudindo, e para completar, as casas lotéricas com filas enormes, para fazer apostas imaginárias, com sonhos de tornar-se ricos, ignorando que cada R$ 10,00, jogados, R$ 7,30, são impostos e a probabilidade de ganhar é 1 para 50 milhões. Não quero ter razão, mas o assunto deve ser motivo de reflexão. Com reflexão escrevi meu 11º. Livro “Ignorância & Miséria…Produtos da…Política & Religião”.

Salvador 21 de junho de 2016

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 377 vez(es).

Este post foi lido 377 vez(es).