Parte do Capítulo XI do Livro A Bíblia Quântica

Assuntos que estão no meu Livro
“A Bíblia na Ótica Quântica”
(para Reflexões)

3 – As religiões pregam que um anjo iluminado, Lúcifer, (nome dado numa alusão ao Planeta Venus), foi gerado por Deus e era muito amado, mas que se rebelou, pois queria brilhar mais que Deus, traindo e cometendo um pecado mortal, contra Aquele que o gerou. Dado a natureza da gravidade do pecado, deveria ser castigado como qualquer ser humano que cometesse tal pecado, mas não foi isso que Deus fez, pelo contrário, deu-lhe um Reino para administrar, o Reino do Inferno. Com isso, Lúcifer em vez de estar ardendo no fogo, esta administrando o Inferno de sua sala com ar condicionado, e muita mordomia, pois ele tem poder para isso. Com o sexto sentido das religiões, voltado para o lado financeiro dos seus respectivos Templos ou Igrejas, queiram ou não queiram os religiosos, Lúcifer está prestando serviços às religiões cristãs, carreando milhões de fiéis ingênuos para os Templos, mais do que qualquer Pastor, Padre, Médium ou qualquer intermediário religioso, isto porque a imagem de Lúcifer pregada pela retórica destes intermediários, leva ao êxodo, os ingênuos religiosos a buscar guarida no aconchego de Deus, logo está prestando muito mais serviços a Deus, do que qualquer intermediário. Diante disso, não precisa ser letrado, a Ótica Quântica mostra a todos, que financeiramente Lúcifer (satanás) é mais importante para as religiões, do qualquer Pastor, Padre, Médium ou qualquer prosélito.

Onde estão as palavras inspiradas por Deus…no Velho ou no Novo Testamento?

4 – Para os evangélicos, Jesus veio ao mundo, para salvar a Humanidade dos pecados, citados no Gênesis do Antigo Testamento.
No Antigo Testamento estava previsto, a Lei de Talião, “dente por dente, olho por olho”. Segundo os evangélicos, Jesus veio ao mundo para alterar, algumas passagens bíblicas e trazendo a misericórdia, em resumo, pregando… “amar o próximo como a ti mesmo”. Ora se Jesus alterou partes do Velho Testamento, é porque havia coisas erradas. Sabemos que Deus é onisciente, não inspiraria coisas erradas, logo as partes que foram alteradas, não foram inspiradas por Deus, assim, a dúvida se realmente Deus inspirou as narrações do Velho Testamento.
Se fosse Deus quem realmente inspirou as narrações do Velho Testamento, Jesus, em hipótese alguma, poderia alterar as narrações do Livro, partindo da concepção que Deus é onisciente, sabe o presente e o futuro, não iria inspirar narrações erradas para serem corrigidas.
Se aceitarmos as modificações feitas por Jesus, a Ótica Quântica nos leva a concluir que, só o Novo Testamento foi realmente inspirado por Deus, corrigindo os erros daqueles que, por elucubrações próprias, aleatoriamente escreveram o Velho Testamento.

Salvador 17 de setembro de 2014 Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 292 vez(es).

Este post foi lido 292 vez(es).