O Calote Derrubou a Grécia

O Calote derrubou a Grécia

O Brasil está seguindo o mesmo roteiro, caminhando para o caos, ou seja, nossos políticos (custando mais de R$ 1.000.000,00 um milhão por mês), com seus modi operandi “quanto pior, melhor”, haja vista, as liberações de verbas, no balcão das negociatas, para os ex sindicalistas (políticos no poder), na prática do fisiologismo desenfreado, num verdadeiro desrespeito ao povo, com mentiras deslavadas e justificativas evasivas, ignorando que, ignorância também tem limites, falam sem respeitar o limite de ignorância dos eleitores alienados, procurando justificar a corrupção dos envolvidos, por falta de prova, pois a PF, não exibiu provas
(recibos das propinas citadas), que são acusações políticas levianas da oposição, com a intenção de prejudicar um partido, ético e honesto que está nivelando socialmente (por baixo) o Brasil, investindo no consumo com seus milhares de “Shopping Center” e nos créditos dos negativados, para lhes garantir uma vida com padrões acima de suas possibilidades, com o “jargão” o importante é ostentar.

Resumindo
Com estes eleitores, que compõe a maioria dos esquerdistas, ao
chegarmos (estamos caminhando) no patamar da crise, semelhante a da Grécia e uma destas figuras, considerada fenômeno dos nossos políticos, assumir a liderança de um movimento semelhante ao da Grécia e colocar em plebiscito, SIM para pagar a divida (cortando na carne com austeridade, principalmente nas mordomias dos políticos), NÃO para dar o calote à dívida, mostrando nossa superioridade independente, pode ficar certo ganhará o NÃO, todos pensando em levar vantagens. Ai iremos mergulhar no caos.

Este assunto é para reflexão, concordar ou não concordar, é forum íntimo de cada um, vinculado no seu nível de estado de consciência cultural.

Recife 5 de julho de 2015

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 329 vez(es).

Este post foi lido 329 vez(es).