O Amor na Ótica da Física Quântica

O Amor na Ótica da Física Quântica.

Vamos saber o que é o Amor e a Física Quântica.

O que é o Amor?
O Amor é a maior manifestação energética das Leis Cósmicas, vibrando
em todos os sentidos, em todos os Planos e em todas as dimensões,
coordenando as emoções dos segmentos do Mundo Físico com as Emoções
dos segmentos do Mundo Espiritual, numa Empatia completa de Alma para
Alma, envolvendo todos, incondicionalmente, sem as preocupações com as
idiossincrasias e as retribuições daqueles que são amados.
O Amor está sempre buscando utilizar as virtudes; da Autodisciplina,
da Moral, da Ética, da Sensibilidade, da Compreensão, do Altruísmo,
da Tolerância, da Fraternidade, da Crítica, da Compaixão, da Empatia,
da Admiração e da Perseverança, numa seqüência natural no seu
relacionamento com a humanidade.

O que é Física Quântica?
No início era o Ponto primevo sem dimensão.
Transbordando em probabilidades de n-possibilidades de colapsos, um
dos quais gerou você.
A Mente é o campo onde atuam os Pensamentos, ajustando a resultante
(somatória das energias dos hormônios elaborados pelas nossas
glândulas endócrinas) com a Energia de Agir (emanada pelo Ser
Holotípico), que irão nortear o comportamento do Eu, para vivenciar as
eventos, que irão formar o arquivo da memória.
O cérebro não sabe diferenciar o que está vendo, ouvindo ou lendo no
ambiente (presente), daquilo que está registrado na memória de suas
lembranças (passado), para o cérebro, não ha tempo, tudo se passa,
como se fosse ao mesmo tempo.
O modo como observamos o mundo que nos cerca, é aquele que construímos
com nossos pensamentos.
Todas as realidades existem simultaneamente, assim também, todas as
probabilidades das n-possibilidades da verdade, são simultâneas.

O que é o Amor na Ótica da Física Quântica?
Vamos ajustar estes dois conceitos, e ver como será o comportamento do
amor, nestas circunstâncias.
O Amor sendo a maior manifestação energética das Leis Cósmicas, deve
estar transbordando em probabilidades de n-possibilidades em todas as
áreas sejam; na Autodisciplina, na Moral, na Ética, na Sensibilidade,
na Compreensão, no Altruísmo, na Tolerância, na Fraternidade, na
Crítica, na Compaixão, na Empatia, na Admiração e na Perseverança.
Tudo isto vai depender do comportamento humano ao ajustar a resultante
(somatória das energias dos hormônios elaborados pelas nossas
glândulas endócrinas) com a Energia de Agir (emanada do Ser
Holotípico), para que o colapso (resultado), seja conforme as
perspectivas.
O cérebro não sabe diferenciar o que é passado, o que é presente e nem
o que é futuro.

Diante do que sabemos do cérebro, cabe o Amor, com reflexão, a
responsabilidade para transformar (processar) todo este mecanismo da
vida, conscientizando-nos, que vivemos no mundo que construímos com
nossos pensamentos, assim, devemos selecionar em cada uma das áreas
citadas, o colapso que elimine os espaços; para a vingança, o ódio, a
indisciplina, a ira, o apego, o egoísmo, a mágoa, o desespero, o
julgamento, a intolerância, o orgulho, a imoralidade, o imediatismo, a
inveja e a vaidade, para que estes colapsos (resultados), possam gerar
um colapso (resultante) que traga todos os atributos, para cada um
vivenciar a fraternidade em harmonia com todos, tomando consciência
que tudo é de todos e ninguém tem nada, só assim, alcançaremos, o
arquétipo humano, previsto por Aquele que nos gerou, DeusYHWH, e
viver, conscientemente, conforme o nosso cérebro, onde tudo se passa,
como se fosse ao mesmo tempo, numa simultaneidade das emoções do Amor,
as quais, representam a apoteose, que a vida nos oferece, na ótica do
Mundo Quântico. Se assim for…..
…..será a verdadeira missão do Amor….

Salvador 25 de junlo de 2011

Charrir Kessin de Sales – OJÉNNA

Este post foi lido 346 vez(es).

Este post foi lido 346 vez(es).